Los tiempos cambian, los paradigmas cambian, el intercambio de información cambia. El intercambio global y libre ha dejado de ser una utopía. / Times change, paradigms change, the exchange of information changes. The global free exchange has stopped being a utopia.

sábado, 23 de abril de 2016

aranhiças & elefantes (2012)


Entre 2007 e 2013, o colectivo aranhiças & elefantes mantém criação regular na blogosfera e publica poemas em várias revistas e zines. O colectivo colabora com outros grupos e edita também a sua própria zine artesanal, com o título Ladrilho. Numa extensão das suas práticas de escrita colaborativa, desenvolvem sobretudo um percurso feito de p.o.erformances em diferentes cidades (Coimbra, Tomar, Caldas da Rainha, Viseu, Lisboa, Porto, Salamanca, Barcelona) e em diferentes contextos (galerias, bares, associações culturais, repúblicas de estudantes, casas ‘factory’ contemporâneas, eventos académicos, festivais).

Alguns trabalhos > Começam por fazer leituras e performances regulares no âmbito de exposições colectivas no Salão 40 (Coimbra). Passarão também pelo CITAC, Café com Arte, Galeria Ícone e Casa da Esquina (Coimbra), Centro Cultural O Século e Musicbox (Lisboa), Caldas Late Night (Caldas da Rainha), Maus Hábitos (Porto), entre outros. Alguns trabalhos em vídeo são exibidos em Coimbra, Lisboa, São Paulo e Londrina. Em Abril de 2011 produzem a expoemização de PONIs (Poemas-Objecto Não Identificados) a]fixação proibida seguida de abébia no âmbito de residência artística na Associação Cultural Arte à Parte (Coimbra). No Verão de 2011 trabalhos sonoros da sua autoria são incluídos na grelha de programação da Rádio Universidade de Coimbra e, no final de 2012, editam o álbum de poesia sonora, performativa e experimental desde que nasceu: vende-se compra-se oferece-se procura-se.






No hay comentarios: